Ministério da Saúde e Pfizer assinam contrato para aquisição de 100 milhões de vacina Covid-19 para 2022

Para dar continuidade à Campanha de Vacinação contra a Covid-19 em 2022, o Ministério da Saúde e a Pfizer assinaram na segunda-feira (29) um contrato para aquisição de mais 100 milhões de doses do imunizante. A expectativa é que as doses comecem a ser entregues pela farmacêutica nos primeiros três meses do ano que vem. O contrato foi assinado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e pela presidente da farmacêutica americana no Brasil, Marta Díez, durante cerimônia que acontece em Salvador, na Bahia.

Além dos 100 milhões de doses, o contato prevê ainda a aquisição de mais 50 milhões, caso haja a necessidade. A expectativa é que as doses sejam entregues de forma trimestral, sendo 20 milhões até março, mais 25 milhões até junho, outras 35 milhões até setembro e 19,9 milhões no último trimestre. O contrato ainda contempla qualquer mudança na composição das doses conforme o surgimento de novas variantes da Covid-19, se houver necessidade.

Em 2021, o Governo Federal e a farmacêutica firmaram acordos para compra de 200 milhões de doses, cujas entregas devem ser finalizadas em dezembro deste ano. Dessas, mais de 139 milhões já foram distribuídas para todos os estados e Distrito Federal. Com um investimento total estimado em R$ 11 bilhões, as doses adquiridas para 2022 virão para reforçar ainda mais imunidade dos brasileiros contra a doença. Em novembro, o Ministério da Saúde ampliou a aplicação de doses de reforço para toda a população adulta acima de 18 anos que já tenha completado o ciclo vacinal há cinco meses.

Receba novidades no seu e-mail

Ipgs nas redes sociais