A pancreatite e a alimentação

Você sabe como a sua alimentação pode impactar o funcionamento do seu pâncreas? E que o tipo de alimento que você opta por consumir pode inclusive ajudar no tratamento da pancreatite?

O post de hoje de blog aborda justamente esse tema, e ainda dá muito mais dicas para você. Veja o texto completo abaixo!

 

Sumário

A Pancreatite

Dieta para pancreatite

Alimentos adequados

Alimentos a evitar

Aprofunde seu estudo

FAQ

 

A Pancreatite

A pancreatite é uma inflamação no pâncreas, que se desenvolve quando enzimas digestivas produzidas pelo próprio órgão são liberadas em seu interior, promovendo destruição progressiva e levando ao aparecimento de sinais e sintomas agudos.

Podemos classificar a pancreatite em duas categorias distintas:

Aguda que acontece de forma repentina e tem duração mais curta;

Crônica com sintomas que pioram ao longo do tempo, ocorrendo de forma mais estendida e permanente ao longo do tempo.

É importante que o paciente consulte o médico adequado assim que sinta os sintomas, para que seja feito o diagnóstico e identificada a causa, assim iniciado tratamento adequado.

Alguns dos principais sinais e sintomas da pancreatite são:

- Dor no abdômen;

- Náuseas e vômitos;

- Inchaço e sensibilidade na barriga;

- Febre;

- Aumento dos batimentos cardíacos;

- Perda de peso não intencional;

- Desequilíbrio nutricional.

 

Dieta para pancreatite

A alimentação é uma parte muito importante do tratamento da pancreatite, pois ajuda a evitar a má absorção de nutrientes, diminuir os sintomas e prevenir o risco de desnutrição consequente.

Durante uma crise de pancreatite, é importante que o paciente evite o consumo de bebidos alcóolicas, diminua ao máximo o consumo de alimentos com gordura, e também evitar refeições muito volumosas.

O ideal nesse período é manter uma alimentação com baixa gordura, pois não sobrecarrega o pâncreas e alivia os sintomas, com as dores, náuseas e vômitos. Maiores quantidades de açúcar podem idealmente devem ser evitadas, em razão do índice glicêmico.

Após uma crise de pancreatite, deve-se realizar a alimentação em pequenas quantidades, iniciando com sucos de fruta coados, água de coco e caldos e sopas líquidas.

Aos poucos, a alimentação pode passar a ser pastosa, com sopas amassadas, purê de batata ou de abóbora, ovos, e as talvez pequenas quantidades de frango.

Tudo deve ser feito com pequenas quantidades de gordura, de preferência usando apenas temperos naturais, como cebola, alho, manjericão, salsa, coentro e cebolinha.

À medida que a pessoa for tolerando e digerindo melhor, deve-se oferecer alimentos sólidos com pouca gordura, como carnes magras, peixe e frango sem pele. Os legumes devem inicialmente ser cozidos, pois facilita a digestão.

 

Alimentos adequados

Confira alguns dos alimentos que podem ser consumidos para ajudar a aliviar as dores causadas pela pancreatite.

Após a crise e durante o início da realimentação, deve-se preferir os seguintes alimentos:

- Leite e iogurtes desnatados;

- Queijos magros;

- Ovos cozidos;

- Arroz integral;

- Aveias;

- Batata, especialmente na forma de purê;

- Carnes magras;

- Legumes cozidos, como abóbora, chuchu, cenoura, beterraba, abobrinha;

- Frutas.

 

Alimentos a evitar

Para evitar novas crises de pancreatite ou dores ainda mais fortes, deve-se evitar os seguintes alimentos:

- Bebidas alcoólicas;

- Chocolate;

- Café;

- Pimenta;

- Carne vermelha;

- Queijos amarelos;

- Bacon, salsichas e presuntos;

- Manteiga;

- Fast Food;

- Alimentos ultraprocessados em geral.

 

Aprofunde seu estudo

Se você deseja se aprofundar sobre esse assunto e qualificar a sua atuação profissional, existem alguns caminhos interessantes na pós-graduação para você seguir.

Visite a página de cada curso e confira as informações completas, incluindo conteúdo programático e corpo docente:

- Nutrição Clínica Integrativa;

- Nutrição de Precisão: Nutrigenômica e Modulação Intestinal;

- Nutrição em Patologias.

 

FAQ

Quais são os tipos de pancreatite existentes? Aguda e Crônica.

A alimentação impacta na pancreatite? Sim, tanto para aliviar os sintomas quanto para prevenção.

Quais são os cursos de especialização mais indicados para se aprofundar no tema? Nutrição Clínica Integrativa, Nutrição de Precisão: Nutrigenômica e Modulação Intestinal e Nutrição em Patologias.