Nutracêuticos na Nutrição Esportiva

Você já ouviu falar em nutracêuticos? Esses compostos trazem diversos benefícios à saúde, e estão cada vez mais populares. Sendo beneficiais tanto ao público em geral quanto para atletas, é importante que seu uso seja feito junto ao acompanhamento de um nutricionista especializado no assunto.

O que são nutracêuticos?

Nutracêuticos, resumidamente, são compostos alimentares que atuam como suplemento nutricional, podendo ser consumidos tanto com o intuito de prevenção a doenças e cuidado à saúde quanto para melhorar o desempenho esportivo de atletas, profissionais ou amadores. Eles são formados por concentrações de nutrientes e vitaminas de diferentes substâncias, como alimentos ou plantas medicinais, por exemplo, em quantidades maiores do que na substância original, para maximizar o seu benefício.

Esses compostos agregam diferentes benefícios ao cotidiano de seus usuários. Nutracêuticos contribuem para uma melhor disposição, energia, recuperação física e muito mais. Portanto, seus benefícios terapêuticos e nutricionais são significativos, beneficiando os usuários de forma praticamente imediata após o início do seu uso.

Nutracêuticos x Alimentos Funcionais

Apesar de muitas vezes confundidos entre si, nutracêuticos são diferentes do que os alimentos funcionais. Eles possuem algumas semelhanças entre si, como o fato de proporcionar benefícios à saúde de quem os consome, mas também diferenças fundamentais em sua constituição.

Os alimentos funcionais, como o próprio nome já diz, são alimentos completos, que, por terem propriedades beneficiais à saúde, são aproveitados também para esse fim. Há diversos alimentos funcionais, e bem variados, como o açaí, azeite de oliva, linhaça, castanha e por aí vai. Já os nutracêuticos são compostos isolados, normalmente em formato de cápsulas, que concentram essas propriedades beneficiais que já existem para maximizar o seu efeito.

Nutracêuticos e a prática de esportes

Como mencionado anteriormente, os nutracêuticos são benéficos para todas as pessoas, sendo muito usados também por atletas, amadores ou de alta performance. Os benefícios são muitos: redução da fadiga, aceleração da recuperação muscular, reforço muscular e prevenção de lesões, ganho de energia e por aí vai.

Existem muitos nutracêuticos que podem ser utilizados por esportistas. Veja alguns exemplos abaixo:

Ômega 3 e Coenzima Q10: possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, contribuindo para a recuperação muscular.

Catequina: presente no chá verde, também tem forte ação antioxidante, e ainda melhora a atividade do metabolismo.

Licopeno: presente na melancia e na goiaba, ajuda a regular o funcionamento cardíaco, além de também ajudar na proteção contra outras doenças, como o câncer.

Resvertrol: também é outro muito comum, presente na casca da uva, também traz benefícios tanto para a saúde quanto para a performance esportiva, por também apresentar propriedades anti-inflamatórias.

Desse modo, nutracêuticos podem sim ser muito benéficos para a saúde, tanto para o público em geral quanto para esportistas. De qualquer forma, para quem deseja fazer uso desses compostos, é aconselhável buscar a orientação de um nutricionista que seja especializado no assunto, para que este profissional faça um acompanhamento personalizado e elabore uma combinação ideal entre esse uso e o restante da alimentação regular.