Nutracêuticos e Nutrição Esportiva

Você já ouviu falar em nutracêuticos? Esses compostos especiais trazem diversos benefícios à saúde, e estão cada vez mais populares.

Sendo beneficiais tanto ao público em geral quanto para atletas, amadores e profissionais, é importante que seu uso seja sempre feito junto ao acompanhamento de um nutricionista especializado no assunto.

Em um cenário de novas descobertas no universo da alimentação e nutrição, os nutracêuticos têm sido apresentados como uma das principais novidades desse mercado. Dessa forma, estão chamando cada vez mais a atenção de pacientes e especialistas.

Por isso, no post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre nutracêuticos. Além disso, vamos abordar o seu uso na prática esportiva, apontando também alguns dos mais utilizados atualmente para esse fim.

Vamos saber mais? Leia o texto completo a seguir.


SUMÁRIO

O que são nutracêuticos?

Nutracêuticos e Alimentos Funcionais

Nutracêuticos e a prática de esportes

Lista de nutracêuticos utilizados no esporte

Profissionais em Nutrição Esportiva e nutracêuticos

Estudos dos nutracêuticos e Nutrição Esportiva

 

O que são nutracêuticos?

O termo Nutracêutico foi criado a partir da união das palavras “Nutriente” e “Farmacêuticos”. Esse nome foi escolhido porque os nutrientes têm a capacidade comprovada de proporcionar diversos benefícios à saúde, atuando na prevenção e no tratamento de doenças. 

Como é sabido, os alimentos contêm diferentes nutrientes, que podem ser vitaminas, minerais, enzimas, etc. Contudo, alguns alimentos ainda vão além de suas funções nutricionais básicas, já que contribuem de diversas formas para a melhora do estado de saúde e do bem-estar de quem os consome.

Nutracêuticos, portanto, são compostos alimentares que atuam como suplemento nutricional. Podem ser consumidos tanto com o intuito de prevenção a doenças e cuidado à saúde, quanto para melhorar o desempenho esportivo de atletas, profissionais ou amadores.

Eles são formados por concentrações de nutrientes e vitaminas de diferentes substâncias, como alimentos ou plantas medicinais, por exemplo, em quantidades maiores do que na substância original, para maximizar o seu benefício. São substâncias que, oferecidas isoladamente, são capazes de trazer ainda mais propriedades positivas a quem as consome.

 

 

Esses compostos agregam diferentes benefícios ao cotidiano de seus usuários. Nutracêuticos contribuem para uma melhor disposição, energia, recuperação física e muito mais. Portanto, seus benefícios terapêuticos e nutricionais são significativos, beneficiando os usuários de forma praticamente imediata após o início do seu uso.

Além dos efeitos terapêuticos positivos, também acabam oferecendo ganhos nutricionais significativos. Por isso, o uso de nutracêuticos pode resultar em benefícios quase que imediatos para a saúde de quem opta por acrescentá-los na sua alimentação.

Desde a introdução dos nutracêuticos no mercado, os consumidores se sentiram interessados em usufruir dos seus benefícios. Do mesmo modo, os profissionais da saúde também passaram a se interessar e estudar mais sobre o assunto, para melhor orientar seus pacientes.


Leia mais: Nutrição Cardiovascular e 16 alimentos benéficos ao coração

 

NUTRACÊUTICOS E ALIMENTOS FUNCIONAIS

Alimentos funcionais e nutracêuticos podem, inicialmente, parecer semelhantes, mas são dois produtos completamente distintos.

Apesar de muitas vezes confundidos entre si, nutracêuticos são diferentes do que os alimentos funcionais. Eles possuem algumas semelhanças entre si, como o fato de proporcionar benefícios à saúde de quem os consome, mas também diferenças fundamentais em sua constituição.

Os alimentos funcionais, como o próprio nome já diz, são alimentos completos, que, por terem propriedades beneficiais à saúde, são aproveitados também para esse fim. São alimentos inteiros, que além de nutrir o organismo com suas substâncias, também melhora a saúde de quem os consome.

Há diversos alimentos funcionais, e bem variados, como o açaí, o azeite de oliva, a linhaça, a castanha, e até o chocolate. Estão presentes em diversos grupos alimentares diferentes.

Por outro lado, os nutracêuticos são compostos isolados, com aspecto e aparência de medicamento. Estes compostas concentram essas propriedades beneficiais que já existem nos alimentos para justamente maximizar o seu efeito.

 

 

Os nutracêuticos geralmente são oferecidos a seus consumidores na forma de suplementos ou cápsulas, para favorecer seu efeito concentrado em prol da saúde. Existem diversos exemplos de produtos nutracêuticos no mercado hoje, como veremos mais abaixo, podendo ser utilizados para diferentes objetivos, como fins estéticos ou esportivos.


Leia mais: A Crononutrição e sua importância para a saúde

 

NUTRACÊUTICOS E A PRÁTICA DE ESPORTES

Hoje vamos focar mais nos aspectos esportivos. Os nutracêuticos representam uma descoberta da ciência que impactou diretamente a Nutrição Esportiva, e vem se tornando cada vez mais comum entre atletas.

Dessa maneira, também cresceu muito o volume de indivíduos utilizando esses produtos. Contudo, de acordo com a evolução dos últimos anos, e a projeção para o futuro, as pessoas, incluindo atletas, farão cada vez mais o uso de nutracêuticos em complemento à alimentação regular.

 

Como mencionado anteriormente, os nutracêuticos são benéficos para todas as pessoas, sendo muito usados também por atletas, amadores ou de alta performance. Os benefícios são muitos: redução da fadiga, aceleração da recuperação muscular, reforço muscular e prevenção de lesões, ganho de energia e por aí vai.

Também é importante ressaltar que os exercícios físicos já estimulam o processo oxidativo, aumentando a produção de radicais livres. Assim, a ingestão de nutrientes antioxidantes, por meio da alimentação ou de suplementos, pode proteger o organismo contra a ação prejudicial desses componentes.


Leia mais: A Nutrição Vegetariana e 4 de seus principais benefícios à saúde

 

LISTA DE NUTRACÊUTICOS UTILIZADOS NO ESPORTE

Existem muitos nutracêuticos que podem ser utilizados por esportistas. Abaixo, vamos conferir alguns dos principais atualmente. Confira a lista:

  • Ômega 3 e Coenzima Q10: possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, contribuindo para a recuperação muscular.
  • Catequina: presente no chá verde, também tem forte ação antioxidante, e ainda melhora a atividade do metabolismo.
  • Licopeno: presente na melancia e na goiaba, ajuda a regular o funcionamento cardíaco, além de também ajudar na proteção contra outras doenças, como o câncer.
  • Resvertrol: também é outro muito comum, presente na casca da uva, também traz benefícios tanto para a saúde quanto para a performance esportiva, por também apresentar propriedades anti-inflamatórias.
  • Probióticos: estão nos iogurtes e nos leites fermentados. São ótimo para regular o funcionamento do intestino, protegendo-o também contra o câncer
  • Fitoesteróis: os fitoesteróis, encontrados na uva e no vinho tinto, ajudam a reduzir a absorção do colesterol, melhoram o desempenho físico durante a atividade e ainda auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares
  • Betacaroteno: o betacaroteno, encontrado na cenoura e em outros alimentos de coloração laranja ou amarela, reduz o risco de desenvolvimento de doença coronariana, acidente vascular cerebral, degeneração macular e outras doenças relacionadas com a idade. Também tem efeitos beneficiais à imunidade.
  • Quitosana: a quitosana, encontrada e produzida através dos crustáceos, auxilia no processo de emagrecimento, mas também facilita as cicatrizações e ainda ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue.

 

 

 

PROFISSIONAIS EM NUTRIÇÃO ESPORTIVA E NUTRACÊUTICOS

Como observado por seus benefícios, os nutracêuticos podem ser muito benéficos para a saúde, tanto para o público em geral quanto para esportistas.

De qualquer forma, para quem deseja fazer uso desses compostos, é aconselhável buscar a orientação de um nutricionista que seja especializado no assunto, para que este profissional faça um acompanhamento personalizado e elabore uma combinação ideal entre esse uso e o restante da alimentação regular.

Exatamente por sua importância, e o impacto que causam, a prescrição e recomendação das cápsulas ou suplementos de nutracêuticos devem ser feitas por profissionais da área da saúde e com a formação específica para este fim.

Apenas um profissional com o conhecimento adequado será capaz de indicar exatamente qual determinado nutracêutico seu paciente deverá utilizar para garantir os seus benefícios ao organismo e à sua prática esportiva.


Leia mais: A Nutrição Funcional e o chocolate

 

ESTUDO DE NUTRACÊUTICOS E NUTRIÇÃO ESPORTIVA

Pelas razões informadas acima, o uso de nutracêuticos deve idealmente ser prescrito por profissionais da saúde com a capacitação correta para tanto. Pela popularidade que esses produtos têm obtido junto à população, o mercado tem buscado cada vez mais profissionais especializados neste assunto.

Para os profissionais e acadêmicos que desejem se aprofundar no estudo dos nutracêuticos, para fins de prescrição, ou para fins de pesquisa, existem diferentes opções a seguir.

Em relação ao uso de nutracêuticos no esporte, as melhores opções são os cursos de pós-graduação em Nutrição Esportiva com Ênfase em Alimentação e Suplementação, ou Nutrição Clínica Estética, ou ainda o nosso mais recente lançamento, a pós em Emagrecimento e Hipertrofia.

Como mencionado anteriormente, os nutracêuticos também podem ser usados para outros fins, como estéticos. Por isso, também são estudados na pós-graduação em Nutrição Clínica Estética. Ainda, para quem desejar cursos mais flexíveis e de menor duração, estão disponíveis nos conteúdos de diversos cursos de atualização profissional do nosso instituto.

Esperamos que você tenha gostado do conteúdo de hoje, e que tenha aprendido mais sobre nutracêuticos e Nutrição Esportiva. Até o próximo post!