Castanha do Pará: conheça seus benefícios e os pontos de alerta

A castanha do Pará é um alimento muito popular no Brasil. Seu consumo possui diversos benefícios à saúde. Contudo, é importante não exagerar na quantidade.

E o nosso post do blog de hoje é justamente sobre a castanha do Pará! Aqui, vamos falar sobrea as oleaginosas, sobre os principais benefícios que a castanha do Pará traz à saúde, suas informações nutricionais e também dos pontos de alerta em seu consumo.

Confira o texto completo a seguir!

 

Sumário

Oleaginosas

Informações nutricionais da castanha do Pará

Benefícios da castanha do Pará à saúde

Malefícios da Castanha do Pará?

Pós-Graduação em Nutrição Funcional

FAQ

 

Oleaginosas

As oleaginosas são vegetais, como sementes comestíveis e frutas secas, que possuem óleos e gorduras que podem ser extraídas para benefício da nossa saúde. Por essa razão, são considerados alimentos funcionais. Dentre as oleaginosas mais conhecidas por aqui, podemos citar amêndoas, nozes, as castanhas, como a Castanha do Pará, pistache, avelã e macadâmia.

São inúmeros os benefícios à saúde que podem ser fornecidos pelas oleaginosas. Por exemplo, esses alimentos são boas fontes de aminoácidos, vitaminas, minerais e fibras alimentares. A composição de ácidos graxos mono e poli-insaturados, com destaque aos ácidos graxos ômega-3, ômega-6 e ômega-9, é de fundamental importância para a saúde.

Isso porque contribui para o equilíbrio do perfil sérico lipídico, para o desenvolvimento e funcionamento do cérebro e da retina, para a manutenção das membranas celulares e até mesmo para a produção de energia. O ômega-3, particularmente abundante na macadâmia e nas nozes, quando consumido moderadamente, apresenta poder anti-inflamatório e estimula a redução da gordura corporal.

Outros benefícios trazidos pelas oleaginosas incluem o fornecimento de: Vitamina E, uma vitamina lipossolúvel com potente ação antioxidante e fotoprotetora; Minerais, dentre os quais destacam-se ferro, cálcio, zinco e selênio, importantes na prevenção de carências nutricionais e para o sistema de defesa antioxidante do organismo; e Fitoquímicos, relacionados à melhora do perfil sérico lipídico e redução do risco para doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, como de próstata, esôfago, estômago, cólon e reto.

Assim, como visto, as oleaginosas podem cumprir papel muito importante no combate e na prevenção de doenças, e por isso são considerados alimentos funcionais.

 

Informações nutricionais da castanha do Pará

A castanha do Pará é também conhecida como castanha do Brasil. A castanha é um fruto, de uma árvore chamada Bertholletia excelsa, que cresce na América do Sul, principalmente na Amazônia.

Além de possuir propriedades nutritivas, ela é riquíssima em substâncias antioxidantes, principalmente o selênio, como ampliaremos a seguir. Também, o consumo da castanha do Pará pode ajudar a melhorar o trânsito intestinal e a fazer a reposição de energia para o organismo.

A castanha do Pará deve preferencialmente ser armazenada em um local fresco, sem a incidência da luz solar. Essa castanha pode ser consumida crua, sozinha, ou mesmo em integração com frutas, vitaminas, saladas, cereais, iogurtes e pratos principais em refeições.

Confira abaixo as informações nutricionais aproximadas da castanha do Pará em uma porção de 30 gramas:

• Calorias: 202 kcal

• Proteínas: 4,36 g

• Carboidratos: 4,52 g

• Fibras: 2,38 g

• Cálcio: 48,8 mg

• Ferro: 0,89 mg

• Magnésio: 97 mg

• Fósforo: 203 mg

• Potássio: 187 mg

• Selênio: 1014 mcg

• Vitamina E: 1,89 mg

• Folato: 6,59 mcg

 

Benefícios da castanha do Pará à saúde

Uma das principais características da castanha do Pará é a presença do selênio. Essa substância possui diversos benefícios à saúde, principalmente na prevenção de várias doenças, entre elas o Mal de Alzheimer.

Além dos benefícios ao cérebro, a tireoide também possui um melhor funcionamento funciona em razão do selênio. Ainda, em função de sua forte ação antioxidante, também é associado à prevenção de doenças cardíacas.

Apenas uma unidade de castanha do Pará pode concentrar uma quantidade entre 200 a 400 microgramas de selênio. Idealmente, um adulto precisa de pelo menos 55 microgramas diários desta substância.

Confira seis dos principais benefícios que a castanha do Pará proporciona aqui embaixo:

- Prevenção ao câncer

Também devido ao selênio, mas também à vitamina E e flavonoides, a castanha do Pará ajuda a prevenir alguns tipos de câncer. Podemos destacar principalmente o câncer de pulmão, mama, próstata e cólon.

- Mantém a saúde do cérebro

O selênio e a vitamina E, em razão das propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, ajudam a melhorar a função cognitiva. Assim, ajudam a prevenir doenças como o Alzheimer e Parkinson, por exemplo.

- Beneficia o trânsito intestinal

A castanha do Pará é bem rica em fibras. Assim, seu consumo também auxilia no melhor funcionamento do sistema digestivo, favorecendo assim o trânsito intestinal.

- Deixa o cabelo e as unhas mais saudáveis

Além do selênio, a castanha do Pará também possui zinco, vitamina B, ômega-3 e vitamina E. Por isso, o consumo de castanha do Pará favorece a saúde dos cabelos, da pele e das unhas, pois esses nutrientes são essenciais para o fortalecimento do cabelo e evitar a sua queda, para melhorar a cicatrização da pele, prevenir o envelhecimento precoce e a formação de rugas, além de fortalecer as unhas.

- Fortalece a imunidade

A castanha do Pará ainda fortalece o sistema imune, em razão das propriedades antioxidantes, ajudando a diminuir inflamações. Além disso, como já mencionado, a castanha do Pará é rica em zinco e em vitamina E, que protegem o organismo contra infecções e previnem contra doenças.

- Fortalece a saúde do coração

Como mencionado, a castanha do Pará é rica em antioxidantes em função do selênio, mas também da vitamina E. Assim, ajuda a diminuir a incidência do colesterol e também o risco de doenças como aterosclerose e infarto. A castanha do Pará também possui a presença de magnésio, fibras e ômega-3.

 

Malefícios da Castanha do Pará?

Assim como o selênio pode ser muito benéfico à saúde, seu consumo exagerado também pode acarretar problemas. Por isso, o consumo da castanha do Pará não pode ser ilimitado e sem controle.

Seu consumo em excesso pode até causar intoxicação, com sintomas como falta de ar, febre, dores musculares, náuseas e problemas em órgãos vitais, como o fígado, rins e coração.

O limite do consumo diário de selênio indicado é de 400 microgramas. A partir de 800 microgramas em um mesmo dia, já é considerado um consumo excessivo e preocupante.

A quantidade de selênio varia em cada castanha, então o ideal é não consumir mais de 10g de castanha do Pará por dia. Uma unidade da castanha por dia já o suficiente para aproveitar seus benefícios.

 

Pós-Graduação em Nutrição Funcional

Se você deseja conhecer mais sobre alimentos que possuem benefícios à saúde, é possível aprofundar o seu estudo em Nutrição Funcional e aprimorar sua prática nutricional.

A Faculdade iPGS possui um curso inteiramente dedicado ao tema, a Especialização em Nutrição Clínica Funcional.

O curso prepara amplamente o aluno para atuação clínica na área. Ainda, a especialização é certificada pelo MEC, e como é realizado na modalidade remota, assim que você finalizar sua inscrição já pode iniciar seu estudo.

Acesse a página do curso, confira as informações compeltas e saiba mais sobre essa possibilidade.

 

FAQ: as pessoas também perguntam

O que são alimentos funcionais?

Alimentos que possuem propriedades extra benéficas à saúde das pessoas.

Quais alimentos funcionais são mais indicados para o consumo?

Existem alimentos funcionais em todos os grupos alimentares. Além disso, a alimentação de cada um é sempre muito pessoal, dependendo das características biológicas e fisiológicas de todos. Por isso, o mais indicado é sempre buscar orientação de nutricionistas profissionais.

O que são oleaginosas?

São vegetais como sementes comestíveis e frutas secas, que possuem óleos e gorduras que podem ser extraídas para benefício da nossa saúde.

A castanha do Pará faz bem ou mal?

A castanha do Pará é um alimento com inúmeros benefícios à saúde humana. Contudo, seu consumo diário exagerado pode acarretar certas complicações que devemos nos manter em alerta.

Qual a duração da especialização em Nutrição Clínica Funcional?

12 meses.