A Nutrição Vegetariana e 4 de seus benefícios à saúde

A nutrição vegetariana vem crescendo cada vez mais nos últimos anos. O número de adeptos desta filosofia não para de crescer, tanto no Brasil quanto no resto do mundo.

Somente no nosso país, cerca de 15% da população se declara atualmente vegetariana. Isso equivale a um número de aproximadamente 30 milhões de pessoas, contando somente os residentes do Brasil.

Além de propor uma relação mais próxima com a natureza e com um planeta em harmonia, a alimentação vegetariana também pode trazer diversos benefícios à saúde.

Hoje, como você já pode ver, nosso post é sobre Nutrição e Vegetarianismo. Vamos falar sobre mercado de trabalho, informações nutricionais, opções de estudo e a relação entre alimentação e saúde.
Também vamos destacar 4 dos benefícios principais que a nutrição vegetariana proporciona à saúde das pessoas. Vamos lá? Confira todo o post abaixo:

Índice

- Considerações sobre Alimentação Vegetariana

- Grupos de Alimentos

- Tipos de Vegetarianismo

- 4 Benefícios da Nutrição Vegetariana à Saúde

- Nutrição Vegetariana no Mercado Profissional

- Estude Nutrição em Vegetarianismo


Considerações sobre Alimentação Vegetariana

Ser vegetariano significa não se alimentar com absolutamente nenhum tipo de carne. Nem com outros alimentos diretamente produzidos a partir da carne, como o presunto, a salsicha, o hambúrguer, o salame, e os enlatados, por exemplo. Quem come qualquer tipo de carne, mesmo que ocasionalmente, não é um vegetariano.

Todos os nutrientes necessários para qualquer pessoa saudável podem ser adequadamente supridos com uma alimentação vegetariana. Basta ser bem planejada e orientada. O cardápio dos vegetarianos deve ser balanceado, e priorizar incluir alimentos ricos em zinco, ferro, cálcio, vitamina B12 e gorduras do tipo ômega-3.

A proteína, ainda motivo de muita polêmica, também pode ser substituída na dieta vegetariana. Se a pessoa supre sua necessidade calórica devidamente, com alimentos como cereais e leguminosas, a quantidade proteica necessária também é preenchida adequadamente.

De forma geral, as leguminosas são as substitutas ideais para as carnes. Por serem mais nutritivas e ricas em proteínas, são ótimas opções para entrar essa substituição.

Leia também: A Nutrição Funcional e o Chocolate.

Grupos de Alimentos

Existem muitas opções diferentes de alimentos para quem opta por seguir uma alimentação vegetariana. Confira os principais grupos alimentares abaixo:

LEGUMINOSAS - Feijões, grão-de-bico, lentilhas, ervilhas, favas, vagem e assemelhados.

FRUTAS - Laranja, banana, limão, manga, maçã, figo, uva, melancia e outras.

LEGUMES – Beterraba, abobrinha, pimentão, berinjela, cogumelos e outros.

OLEAGINOSAS - Nozes, amêndoas, castanhas, pistache, e semelhantes.

AMILÁCEOS - Inhame, batata, cará, mandioca, batata doce e similares.

CEREAIS - Arroz, trigo, centeio, milho, aveia, etc.

VERDURAS - Couve, rúcula, agrião, brócolis, alface, algas e outras.

Leia também: Anamnese Nutricional: Todas as suas dúvidas respondidas aqui.

Tipos de Vegetarianismo

A inclusão ou exclusão de produtos derivados de animais no cardápio diário é o que determina o tipo de vegetarianismo adotado. Há diversos tipos de dietas vegetarianas, e todas possuem a mesma determinação de não ingerir carnes, e utilizar alimento vegetais.

São diferentes tipos de dietas vegetarianas os grupos:

Ovolactovegetariano: Não se alimentam com nenhum tipo de carne, mas consomem ovo, leite e derivados.

Lactovegetarianio: Não se alimentam com carne nem ovos, mas consomem leite e derivados.

Ovovegetariano: Não se alimentam com carne nem com leite e derivados, mas consomem ovos.

Vegano: Não consome nada de origem animal, alimentos nem outros produtos.

Saiba também: A Terapia Nutricional e a sua crescente importância nos tratamentos de saúde.

4 Benefícios da Nutrição Vegetariana à saúde

Benefícios contra o câncer:

Uma doença que tem prevalência menor entre os praticantes do vegetarianismo é o câncer. Os pacientes vegetarianos possuem aproximadamente 20% menos chances de desenvolver a doença ao longo da vida do que quem faz consumo regular de carne.

Esse número se aplica a praticamente todos os tipos de câncer, mas principalmente com destaque para o câncer de estômago e o de próstata.

O índice de proteção dos adeptos do vegetarianismo contra essa patologia aumenta ainda mais quando a dieta é rica em alimentos in natura e de origem agroecológica. Comidas ultraprocessadas, ou frutas, legumes e verduras originárias de lavouras que fazem uso de produtos agrotóxicos, apresentam forte risco para o desenvolvimento de células cancerígenas.

Benefícios contra diabetes:

Os índices gerais de prevalência da diabetes também são bem menores entre os praticantes da nutrição vegetariana. Uma alimentação sem o consumo da proteína provinda da carne traz diversos benefícios a pacientes com diabetes. Primeiramente, contribui para controlar o peso, o que é muito importante no controle da doença.

Também ajuda a diminuir o risco de insuficiência renal, a diminuir o açúcar no sangue e a auxiliar no controle glicêmico. Ainda possui outros benefícios diretos e indiretos, como melhorar de forma geral a digestão, por exemplo.

Ainda, manter uma alimentação vegetariana também é importante para a prevenção da diabetes tipo II, que é desenvolvida ao longo da vida e causada por desiquilíbrios nutricionais com maior frequência entre consumidores de carne.

Benefícios contra doenças cardiovasculares:

Muitas pesquisas apontam a nutrição vegetariana associada à prevenção e ao tratamento de doenças cardiovasculares.

Os vegetarianos também apresentam no geral um menor índice em relação à hipertensão e à pressão arterial. Os alimentos consumidos no vegetarianismo contribuem para diminuição da gordura abdominal, da gordura no sangue, da glicemia e da formação de placas de gordura nas artérias.

Todos esses são fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, que estão entre as maiores causas de mortalidade do planeta.

Benefícios no controle do peso:

Por fim, podemos destacar também o benefício que é o controle do peso. Muitas das doenças que enfrentamos são decorrentes de desiquilíbrios nutricionais e de um elevado índice de massa corporal.

A nutrição vegetariana, em geral com alimentos menos gordurosos, contribui diretamente para perdas de peso e tratamentos de obesidade, ajudando a controlar o IMC e a diminuir o excesso de gorduras que também contribui para o surgimento de outras doenças.

Leia também: Empreendedorismo Feminino: Perspectivas e Desafios.

Nutrição Vegetariana no Mercado Profissional

Esses são apenas 4 exemplos do benefício à saúde causada pela adoção da nutrição vegetariana. Justamente pelo crescimento de adeptos deste tipo de alimentação, que também se transforma em filosofia de vida, o mercado profissional possui uma demanda crescente de nutricionistas cada vez mais especializados nesta área. E que estejam constantemente atualizados com as últimas novidades.

Os seguidores da nutrição vegetariana, como adquirem esse hábito ao longo da vida, e também pelo fato de existirem muitos mitos relacionados ao vegetarianismo, costumam ter um maior acompanhamento profissional em sua alimentação.

Por mais que o número de pessoas que fazem consultas frequentes com nutricionistas venha crescendo anualmente, ainda é baixo dentro da população em geral. Contudo, esse índice é maior, e crescendo mais rápido, dentro da parcela vegetariana.

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é muito importante que o profissional continue estudando e aprimorando a sua atuação profissional após concluir a graduação.

Hoje, há diversas opções diferentes de cursos de pós-graduação dentro da Nutrição para buscar uma especialização e se destacar ainda mais na carreira. E a especialização em Nutrição em Vegetarianismo é uma das mais promissoras do mercado.

No início deste ano, lançamos um guia de carreiras analisando o mercado profissional da Nutrição, um ebook chamado Nutrição do Futuro: Especializações Promissoras. Lá, apontamos a especialização em Nutrição em Vegetarianismo como uma das áreas que mais crescerá no futuro próximo, acelerando um processo que já vem ocorrendo nos últimos anos.

Como comentamos anteriormente, o número de praticantes do vegetarianismo não para de subir. Além disso, mesmo pessoas que não seguem essa dieta estritamente também consultam profissionais especializados nesta área. Assim, naturalmente, esse alto volume gera cada vez mais procura e interesse por profissionais que sejam verdadeiramente especialistas neste tipo de alimentação.

Em complemento, o nutricionista especializado em Nutrição em Vegetarianismo possui diversas outras opções de atuação profissional. Nesta área, é possível atender pacientes em consultório, e também trabalhar em restaurantes, empresas, escolas, clubes esportivos, hospitais, clínicas particulares e até com criação de conteúdo, dado o grande interesse que esse assunto gera.

Saiba mais: Conheça os 11 Cursos Rápidos de Nutrição e Saúde mais procurados.

Estude Nutrição em Vegetarianismo

Por isso, se você já segue esse tipo de alimentação e filosofia de vida, ou mesmo quer aumentar o seu conhecimento na área e diversificar ainda mais a sua atuação profissional, aprofundar os seus estudos no tema pode ser uma excelente opção neste momento.

Na Faculdade iPGS, nós possuímos um curso de pós-graduação inteiramente dedicado ao tema. É o curso Nutrição em Vegetarianismo, que foi relançado neste ano pelo nosso instituto. Antes o seu formato era presencial, mas hoje é online e ao vivo. Assim, combina interatividade com o professores e colegas, com a segurança e conforto de assistir as aulas em casa.

No curso, são estudadas disciplinas como Fundamentos do Vegetarianismo, Metabolismo e Avaliação Nutricional no Vegetarianismo, Elaboração de Cardápios e Gastronomia Funcional, Nutrição Ayurvédica e Mindfulness e muito mais.

Temos ainda outras opções de cursos mais rápidos e dinâmicos que abordam conteúdos relacionados a Nutrição e Vegetarianismo. Alguns exemplos são: Alimentação no Vegetarianismo, Nutrição e doenças cardiovasculares e Alimentação e Fitoterapia Ayurveda.

Se houver qualquer dúvida sobre os cursos, ou sobre o texto, entre em contato conosco. Será um prazer retornar a você. Obrigado pela leitura!