A Nutrição Funcional e o Chocolate

Aproveitando o clima deste feriado de Páscoa que passou, vamos hoje falar um pouco aqui neste post de um assunto delicioso: o chocolate, claro. O chocolate é um dos alimentos mais consumidos no mundo todo, reunindo uma verdadeira legião de fãs apaixonados por todos os lugares.

Muitas vezes, o chocolate é apenas definido como um simples alimento gorduroso. Contudo, existem atualmente diversos tipos de chocolate, que variam na sua composição e no uso de ingredientes.

Assim, dependendo de como o chocolate é produzido, ele pode agregar diversos benefícios à saúde de quem o consome. Isso ocorre em razão do cacau, principal ingrediente de composição dos chocolates, que possui algumas propriedades nutricionais muito úteis ao corpo humano.

Por isso, hoje vamos falar mais sobre esse assunto. No post, vamos entender um pouco mais sobre alimentos funcionais, as propriedades especiais do cacau, os benefícios à saúde propiciados pelo chocolate e também como aprender a identificar os melhores chocolates disponíveis para consumo.

Por fim, vamos apresentar algumas opções de estudo dentro dessa área, para quem desejar aprofundar seus conhecimentos nessa área. Confira o post completo abaixo!

Índice

- Alimentos Funcionais

- Propriedades especiais do cacau

- Benefícios do chocolate

- Dicas para escolher um bom chocolate

- Estudo da Nutrição Funcional

 

Nutrição Funcional e Alimentos Funcionais

Antes de falar sobre o cacau e o chocolate, vamos saber um pouco mais sobre Nutrição Funcional e alimentos funcionais.

O corpo humano pode necessitar apenas de micronutrientes em pequenas doses, mas essas vitaminas e minerais são cruciais para as funções fisiológicas básicas, como o metabolismo, o crescimento e o desenvolvimento.

Para o nutricionista ter mais autoridade e saber como tratar deficiências em um ou mais micronutrientes que possam levar a impactos prejudiciais à saúde e a doenças crônicas, a Nutrição Funcional se faz cada vez mais presente para um tratamento eficaz.

Quando a Nutrição Funcional de alta qualidade é aplicada de forma consistente, pode prevenir futuras doenças crônicas, melhorar a cognição em pessoas com demência, além de melhorar o estado geral de saúde dos pacientes, entre outros diversos benefícios.

E a base da Nutrição Funcional é formada pelos chamados alimentos funcionais. O alimento funcional é aquele que possui compostos que atuam na prevenção de doenças e na melhoria da saúde humana. Ou seja, são aqueles que produzem efeitos benéficos à saúde, além de agregar as suas funções nutricionais básicas, sendo compostos por vitaminas, minerais, carboidratos, e proteínas.

Existem muitos exemplos de alimentos funcionais, de distintos grupos alimentares e, assim, com diferentes propriedades benéficas à saúde. Alguns desses alimentos são:

- Peixes como atum, anchova e arenque: possuem ômega-3, ajudando na redução do colesterol e com ação anti-inflamatória;

- Óleos de linhaça, nozes, amêndoas e castanhas: possuem ácido linoleico, estimulando o sistema imunológico e reduzindo riscos de desenvolvimento de doença cardiovascular;

- Azeite, óleo de canola e azeitonas: possuem ácido oleico, com ação anticancerígena e ajudando a reduzir a pressão arterial;

- Chá verde, cerejas, amoras, uvas e vinho tinto: possuem catequinas resveratrol, que ajudam a prevenir alguns tipos de câncer, reduzem o colesterol e estimulam o sistema imune.

Leia mais: Anamnese Nutricional: Todas as suas dúvidas respondidas aqui.

 

Propriedades especiais do cacau

Para os amantes de chocolate, agora vem a boa notícia: por causa da presença do cacau, o chocolate também pode ser aproveitado como alimento funcional!

O chocolate é um alimento oriundo do processamento das sementes do cacau. Posteriormente, outros ingredientes são adicionados, dependendo da receita, mas a base é o cacau. E o cacau, este fruto típico da América do Sul e do Brasil, é considerado atualmente uma das grandes fontes alimentares de polifenóis, que são substâncias com múltiplos efeitos benéficos à saúde humana.

Desde a antiguidade, as sementes de cacau já eram utilizadas de forma terapêutica pelos maias e astecas, como estimulante, pomada analgésica, bebida energética, consumida pelos guerreiros antes das batalhas. Segundo Jenifer D’El-Rei e Fernanda Medeiros, no artigo O Chocolate e os Benefícios Cardiovasculares, “Os polifenóis são micronutrientes presentes nos alimentos de origem vegetal, sendo o cacau uma boa fonte. Dentro deste grupo, existem os flavonoides, com ainda mais benefícios. O cacau, dos alimentos ricos em flavonóides, é o que apresenta maior capacidade antioxidante e teor de flavonóides, quando comparado aos chás e ao vinho tinto, por exemplo."

Assim, como definem as autoras, os benefícios atribuídos ao cacau se encontram principalmente na sua ação antioxidante, anti-inflamatória e proteção cardiovascular. O cacau pode contribuir para a modulação do processo inflamatório e auxiliar na redução do risco de doenças cardiovasculares por atuar no metabolismo do óxido nítrico e leucotrienos e ajudar na inibição da enzima LOX-5, conferindo efeitos anti-inflamatórios, vasoprotetores e capacidade antibroncoconstritora.

Como vimos, os benefícios do cacau à saúde são muitos. Abaixo, destacamos os principais:

- Ação preventiva contra o envelhecimento precoce e a formação de placas de colesterol;

- Alta concentração de propriedades anti-inflamatórias e anticancerígenas;

- Forte proteção contra problemas circulatórios e cardíacos;

- Ação antioxidante;

- Regula o sono, evitando insônia;

- Grande ação energética;

- Recomendável para uso pós-treino, pois auxilia na recuperação dos músculos.

Leia mais: A Terapia Nutricional e sua crescente importância nos tratamentos de Saúde.

 

Benefícios do chocolate

Como vimos, o cacau é cheio de propriedade positivas para a saúde humana. E esses benefícios acabam se estendendo ao chocolate. Mas, justamente por isso, quanto maior for o teor de cacau na sua composição, mais benefícios trará o chocolate. Por isso, é indicado o consumo de chocolates compostos por no mínimo 50% de cacau, mas idealmente acima de 70%. Esses alimentos, entre outras coisas, acabam sendo ricos em antioxidantes, combatendo os radicais livres do nosso corpo, desintoxicando o organismo e favorecendo a melhor absorção dos nutrientes.

Os chocolates mais benéficos à saúde, portanto, como vimos, são aqueles com alta concentração de cacau. Por outro lado, também é importante que estes possuam uma baixa quantidade de calorias. Quando o chocolate é elaborado ainda com outros ingredientes naturais, como castanhas, pimenta ou frutas, ele também agrega o valor nutricional e os benefícios desses diferentes alimentos.

Entre os benefícios que o chocolate traz, portanto, estão a prevenção de doenças cardiovasculares, o controle da pressão arterial e até a melhora da pele, também se apresentando como importante componente à Nutrição Estética. Assim explicam Jenifer D’El-Rei e Fernanda Medeiros:

“Por sua propriedade antioxidante, o chocolate se apresenta como grande aliado na nutrição estética. Diversos trabalhos na literatura demonstram a ação antioxidante dos flavanóis presentes no cacau atuando na redução nas concentrações de radicais livres e outros agentes antioxidantes, diminuindo a oxidação de lipídeos, proteínas e ácidos nucleicos e favorecendo o rejuvenescimento da pele. Atua na saúde da pele com a melhora da estrutura e hidratação, diminuição da aspereza e escamação, além de auxiliar na sua oxigenação e densidade. O chocolate tem mostrado, segundo pesquisas recentes, também exercer um efeito benéfico sobre a saúde cardiovascular. Este efeito pode ser exercido de diversas maneiras: melhorando função plaquetária e sensibilidade à insulina, controlando pressão arterial, reduzindo agregação plaquetária e atuando no sistema antioxidante.”

Além disso, o chocolate também pode ser um aliado para a prática de exercícios físicos. O consumo do alimento, em moderação, aumenta os níveis de seretonina no corpo, o que gera mais disposição para a prática esportiva. Ainda, a presença da cafeína também serve de estímulo para o sistema nervoso. Em complemento, pela presença dos flavonoides no cacau, o chocolate também diminui inflamações no corpo, auxiliando na recuperação muscular.

Principalmente por causa da presença do cacau, mas também em razão dos outros ingredientes que podem ser adicionados, o chocolate é capaz de contribuir com diversos benefícios para a saúde humana. Por isso, é cada vez mais importante estudar os benefícios do chocolate, um produto altamente palatável e consumido no mundo todo. 

Leia mais: Empreendedorismo feminino: perspectivas e desafios. 

 

Dicas para escolher um bom chocolate

Como nós sabemos, existem diversos diferentes tipos de chocolate. Seus ingredientes variam bastante, assim como os benefícios que podem proporcionar ao consumidor. Desta forma, abaixo vamos dar algumas dicas para escolher alguns dos chocolates com maiores propriedades benéficas à saúde. Confira:

Sempre verifique os ingredientes: Os nutricionistas e pesquisadores afirmam que para escolher um alimento saudável, você precisa sempre conferir os ingredientes que formam o produto. Como vimos anteriormente, um chocolate que tem ‘mais cacau’ é mais saudável do que aquele chocolate que tem ‘mais açúcar’. Ainda, se possível, favoreça chocolates que ainda tem a adição de outros alimentos saudáveis, como frutas, por exemplo.

Verifique a forma como ele foi adoçado: No decorrer da lista de ingredientes do rótulo, procure observar se o chocolate possui açúcar orgânico, ou tenha sido adoçado com adoçantes naturais, como stevia, malitol, eritritol ou xilitol. Para a saúde, é importante buscar evitar sempre os chocolates adoçados com aspartame ou ciclamato monossódico.

O perigo da gordura hidrogenada: Os chocolates que apresentam gordura hidrogenada em sua composição, ou também a gordura vegetal, são mais prejudiciais à saúde dos consumidores. Esses alimentos aumentam o nível do colesterol, entre outros problemas. Também é indicado evitar o consumo de chocolates com corantes e outros adicionais artificiais.

Compare os chocolates – Se você estiver na dúvida na hora de escolher o seu chocolate, um bom exercício é comparar as opções disponíveis. Com as informações que você já aprendeu aqui, busque aqueles exemplares com as melhores propriedades, e evite os mais prejudiciais.

Saiba mais: Conheça os 11 cursos rápidos mais procurados da Faculdade iPGS.

 

Estudo da Nutrição Funcional

Se você quiser se aprofundar no estudo da Nutrição Funcional, há um curso de pós-graduação EAD inteiramente dedicado ao tema aqui na Faculdade iPGS: a pós em Nutrição Clínica Funcional.

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição Clínica Funcional capacita os profissionais para a atuação clínico-nutricional, com ênfase na aplicação de alimentos, macronutrientes, vitaminas, minerais e compostos bioativos dos alimentos. Com base em evidências científicas e na experiência prática dos professores ministrantes, o curso proporciona o aprendizado necessário para o profissional realizar uma intervenção personalizada, de forma ampla e efetiva, na fase de prevenção e também terapêutica nutricional do paciente.

Ainda, também oferecemos cursos de atualização profissional que abordam especialmente esse assunto sob diferentes perspectivas. Se for do seu interesse, confira as páginas dos cursos e veja todas as informações disponíveis.

Obrigado pela leitura, e até o próximo post!