A Fitoterapia e seu estudo sob diferentes perspectivas

O estudo da Fitoterapia vem crescendo cada vez mais nos últimos anos. O uso de fitoterápicos também tem crescido bastante no Brasil, pois são vários benefícios que essas substâncias proporcionam ao público.

Como veremos no post de hoje, um dos benefícios que o uso de fitoterápicos propicia é ajudar no manejo do sono.

Além disso, também falaremos aqui sobre a Fitoterapia no mundo, os fitoterápicos mais usados no Brasil, especializações em Fitoterapia Clínica e o seu estudo sob diferentes perspectivas.

Pronto para todas essas informações?

Veja o post completo abaixo!

 

Sumário

Fitoterapia no Brasil e no mundo

Fitoterapia e Fitoterápicos

Fitoterapia no manejo do sono

Fitoterápicos aplicados no Brasil

Aprofunde seu conhecimento em Fitoterapia Clínica

Fitoterapia sob diferentes perspectivas de estudo

Nutrição Ortomolecular e Fitoterapia Funcional

• Fitoterapia para Distúrbios de Ansiedade

• Fitoterapia aplicada aos Ciclos da Vida

• Alimentação e Fitoterapia Ayurveda

• Suplementação e Fitoterapia Esportiva


Fitoterapia no Brasil e no mundo

O uso de plantas para fins medicinais por parte da humanidade é uma prática muito antiga, que remete há milhares de anos.

Oficialmente, o uso de fitoterápicos como fonte de prevenção de doenças e tratamento de saúde passou a ser reconhecido pela Organização Mundial de Saúde em 1978.

Desde então, a popularidade dessas substâncias cresceu exponencialmente no mundo, incluindo no Brasil.

Por aqui, cada vez mais pessoas adotam essa prática para si. Segundo o Ministério da Saúde, dezenas de milhares de brasileiros fazem uso regular de fitoterápicos.

O próprio ministério possui uma lista das plantas medicinais do país e das substâncias medicinais que podem ser extraídas delas. Muitos desses medicamentos, inclusive, são ofertados à população nacional através do SUS.


Fitoterapia e Fitoterápicos

Aqui cabe fazer um esclarecimento sobre a definição dos termos Fitoterapia e fitoterápicos. A Fitoterapia é a ciência que faz uso de substâncias extraídas de plantas com propriedades medicinais para preservação e tratamentos de saúde nas pessoas.

É aplicada por profissionais da Saúde em seus atendimentos clínicos, com cada vez mais adesão da população.

 

Já os fitoterápicos são o produto final formado após a extração das substâncias medicinais das plantas que possuem essas propriedades.

Portanto, os fitoterápicos existem já no formato de medicamentos a serem usados pela população. Ainda, podem ser encontrados em diferentes formatos: cremes, líquidos, cápsulas sólidas ou mesmo em gel.

Além disso, podem ser usados para diferentes fins, como veremos a seguir.

 

Fitoterapia no manejo do sono

Problemas com o sono são cada vez mais frequentes nos dias atuais, e têm um grande impacto no cotidiano de quem sofre com esse problema.

Uma boa maneira de atenuar, e até mesmo curar esses distúrbios, é fazendo uso de medicamentos fitoterápicos, que podem inclusive ser consumidos no formato de chá.

 

Medicamentos fitoterápicos, como informado, são os medicamentos extraídos a partir de plantas medicinais, e seus princípios ativos aliviam os sintomas e até mesmo curam doenças completamente.

Esses fármacos podem ser empregados em diversas situações clínicas; dentre elas, se inclui a dificuldade em dormir, fruto de distúrbios do sono que podem inclusive configurar um quadro clínico de insônia.

Os distúrbios do sono estão entre os distúrbios clínicos com maior impacto socioeconômico e de saúde, pois as dificuldades para dormir geram redução da concentração, perda de memória e também acidentes de trabalho, domésticos e de trânsito, por exemplo.

A prevalência clínica da insônia, entre os distúrbios do sono, pode variar de 10% a 34%.

Neste cenário, o consumo de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos ajuda a combater esses distúrbios, principalmente por atuar intensificando a neurotransmissão GABAérgica, e, consequentemente, reduzindo a atividade cerebral, auxiliando na melhora do sono.

As plantas medicinais, com esta finalidade, podem ser consumidas no formato de chá medicinal, como, por exemplo, a laranja amarga, o capim santo, o mulungu, a camomila, a erva cidreira e o maracujá.

Entre os extratos que contêm esses mesmos benefícios, podemos destacar o Humulus lúpulo, a Passiflora incarnata, a Ziziphus jujuba, a Melissa oficinallis, o Erytrema mulungu, o Piper methyscum e a Valeriana oficinallis, sendo que esses dois últimos podem ser obtidos exclusivamente através de prescrição médica.

Desta forma, como observado, os fitoterápicos podem contribuir de maneira decisiva e benéfica no manejo do sono, trazendo assim mais conforto, qualidade de vida e saúde às pessoas que sofrem com esse problema cada vez mais comum.

 

Fitoterápicos aplicados no Brasil

Como anteriormente observado, existem atualmente no Brasil diversos fitoterápicos indicados pelo Ministério da Saúde para aplicação na população.

Abaixo, conheceremos alguns dos principais, as plantas que os originam e seus benefícios à saúde:

Aloe vera (Babosa): uso recomendado para o tratamento de psoríase e queimaduras

Salix Alba (Salgueiro): efeito anti-inflamatório e uso recomendado contra dores lombares

 

Rhamnus purshiana (Cáscara-Sagrada): uso recomendado para tratar prisão de ventre

Maytenus ilicifolia (Espinheira-Santa): utilizada para tratamento de úlceras, gastrites e sintomas de dispepsias

 

Mikania glomerata (Guaco): uso indicado para combater sintomas de gripe

Schinus terebenthifolius (Aroeira): recomendado em razão de sua ação cicatrizante e propriedades anti-inflamatórias

 

Aprofunde seu conhecimento em Fitoterapia Clínica

Para os interessados em aprofundar o seu conhecimento em Fitoterapia, a Faculdade iPGS possui um curso de pós-graduação inteiramente destinado ao tema, a pós em Fitoterapia Clínica.

O Programa de Pós-Graduação em Fitoterapia Clínica capacita os profissionais da saúde a praticar a prescrição pautada no uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos, com base na tradicionalidade de uso e em evidências científicas, cumprindo as resoluções específicas dos conselhos federais de cada profissão.

 

O curso propõe a compreensão e a incorporação na prática clínica dos compostos bioativos com propósito terapêutico, entremeando de forma integrada as disciplinas de bioquímica, fisiologia, patologia, semiologia e farmacologia clínica.

A pós-graduação é certificada pelo MEC e tem duração de 9 meses. Como o curso é EaD, assim que o aluno conclui sua inscrição, pode iniciar os estudos imediatamente.

 

Fitoterapia sob diferentes perspectivas de estudo

Além da pós-graduação completa em Fitoterapia Clínica, na Faculdade iPGS também é possível estudar este tema em cursos de atualização profissional, sob diferentes perspectivas.

Veja algumas opções a seguir:

 

Nutrição Ortomolecular e Fitoterapia Funcional

Este curso tem como objetivo apresentar um pouco mais da área ortomolecular, mostrando que os tratamentos buscam a restauração do equilíbrio bioquímico para a retomada e manutenção da saúde.

Ainda, demonstra que na base de todas as doenças estão presentes o estresse oxidativo, o estresse inflamatório e o estresse metabólico.

Por fim, aprimora os conhecimentos dos profissionais da saúde na utilização clínica de plantas medicinais como complemento de suas condutas, considerando o sinergismo entre os princípios e controle de desequilíbrios orgânicos.

 

Fitoterapia para Distúrbios de Ansiedade

Nos últimos anos, multiplicaram-se as informações sobre o uso e benefícios da Fitoterapia em diferentes patologias da população moderna, como a ansiedade.

Se, por um lado, as mudanças que ocorreram na sociedade moderna possibilitam às populações muitas comodidades e facilidades, o consumismo, o excesso de trabalho e o aumento do estresse diário têm levado as populações a desenvolverem as chamadas doenças da modernidade.

Entre as patologias mais prevalentes na atualidade, estão os distúrbios emocionais, que podem levar ao surgimento de outras queixas, como o estresse, depressão e a própria insônia, como abordamos anteriormente.

Por isso, o estudo de diversas plantas tem crescido com a finalidade de desempenhar efeito positivo no tratamento de diversas patologias, entre elas, os distúrbios emocionais.

Neste contexto, este curso tem como objetivo apresentar aos profissionais da área da saúde, que são prescritores de fitoterápicos, o uso de algumas plantas medicinais que podem ser utilizadas com segurança e eficácia como um tratamento alternativo para estas queixas emocionais, especialmente na ansiedade.

 

Fitoterapia aplicada aos Ciclos da Vida

O conhecimento para a prescrição dos fitoterápicos na prática clínica vem se mostrando cada vez mais recorrente, bem como o uso do fitoterápico como aliado na complementação da prescrição dietética e a estratégia nutricional.

Da mesma forma, também verifica-se a importância do correto entendimento e conhecimento das práticas de prescrição dos fitoterápicos, tendo em vista as exigências das Resoluções do CFN 525/2013 e 556/2015.

Neste contexto, este curso tem como objetivo apresentar as possibilidades de prescrição dos fitoterápicos nos ciclos da vida.


Assim, são apresentados e debatidos a composição química, indicações, vias de ação, dosagens usuais, contraindicações e particularidades do uso de cada fitoterápico.

Também é abordado as necessidades e obrigatoriedades da prescrição clínica do nutricionista para atender as legislações vigentes e munir o profissional do conhecimento técnico-científico para a terapêutica do paciente nos ciclos da vida.

 

Alimentação e Fitoterapia Ayurveda

Neste curso, são apresentados aos alunos os princípios que norteiam o bom funcionamento da vida, de forma física, emocional e espiritual.

Ayurveda é uma ciência milenar, que veio da Índia e reconhecida por diversos países como uma medicina popular e eficaz na cura, prevenção de doenças, melhora na qualidade de vida e responsabilidade social que todos temos com a própria saúde e a saúde do planeta.

Por isso, o curso tem o objetivo de introduzir os conhecimentos básicos de Ayurveda ao público em geral, relacionando com a prática clínica da Fitoterapia.

Assim, é proporcionada ao aluno a oportunidade de conhecer esta ciência e a forma como ela se aplica em nosso dia-a-dia, despertando a beleza do autocuidado com tudo o que engloba a saúde e trazendo a linguagem ayurvédica de forma fácil e prática.

 

Suplementação e Fitoterapia Esportiva

A busca constante por uma forma física perfeita e por mais energia, disposição e resultados esportivos esportivos estão entre os principais fatores motivadores para o uso de suplementos esportivos.

Por outro lado, o uso de suplementos esportivos isoladamente não é capaz de auxiliar o indivíduo a atingir nenhum deste objetivos. Para que tais produtos exerçam os seus papéis há que se garantir que a alimentação esteja adequada e que nenhuma disfunção fisiológica e/ou bioquímica estejam presentes.

Além disso, há que se reconhecer as demandas específicas para cada tipo de modalidade esportiva praticada para que a dose da suplementação seja prescrita de modo efetivo.

Neste contexto, o objetivo deste curso é capacitar os estudantes e profissionais nutricionistas para prescrições personalizadas de suplementos e fitoterápicos de acordo com o as necessidades individuais.

 

Esperamos que você tenha gostado das informações trazidas neste post especial sobre Fitoterapia. Se quiser acrescentar algum comentário ou dúvida, fique à vontade.

Obrigado pela leitura, e até o próximo texto!